cálculo renal
  • Compartilhe:

SOLUCIONANDO O CÁLCULO RENAL

O cálculo renal é uma preocupação para muita gente. Ele provoca fortes dores, além de náuseas, vômitos, febre e até sangue na urina. E pode surgir por um número incontável de problemas.

A pedra se forma quando algumas substâncias secretadas pela urina – como o cálcio – estão presentes no rim em quantidade excessiva, o que acaba ocasionando num processo de cristalização e, consequentemente, formando a pedra.

A maior parte dos fatores que ocasionam o mal está relacionada à má alimentação (alimentos ricos em cálcio e proteínas) e a falta de hidratação. Contudo, homens entre 20 e 40 anos, pessoas que sofrem de hipertensão e aqueles que contam com histórico familiar do problema estão mais propensos a contraí-lo.

Outra questão importante está relacionada ao tamanho da pedra, pois ela influenciará na intensidade da dor e no tratamento. Se sua medida for de até quatro milímetros, ela pode ser expelida espontaneamente através da urina. Ao ser maior que isso, além do aumento da dor, a dificuldade de expeli-la naturalmente também se torna mais complicada.

Algumas dicas podem ajudar na prevenção ao cálculo renal e também na qualidade de vida.

1. Hidrate-se

A maior recomendação é clássica: procure ingerir em torno de dois litros de água por dia. Isso auxilia na diluição dos cristais que formam o cálculo renal. Ande com garrafas da água, principalmente em dias quentes.

2. Evite o excesso de álcool

Beber álcool em grandes quantidades pode levar à desidratação rapidamente e à elevação no ácido úrico, uma substância que agrava a pedra nos rins ou o surgimento dela. As bebidas fermentadas são as que têm maior teor desse ácido.

3. Modere no sal

O sal é um dos grandes vilões na formação de cálculos renais. Quanto maior seu consumo, maior a produção de cálcio, fósforo e ácido úrico no organismo. Eventualmente, seu acúmulo pode originar a pedra no rim.

4. Cuidado com carnes em excesso

Sim, até proteínas em grandes quantidades são um problema! O excesso do consumo aumenta a secreção de ácido úrico urinário, podendo agravar ainda mais o cálculo, ou dar o surgimento a ele.

A restrição do cálcio é aplicada a pessoas que já desenvolveram pedras formadas por esse nutriente. É preciso esse controle para não formar mais pedras ou aumentar as já existentes!

Processo clínico

Caso os comportamentos não diminuam o cálculo renal, há uma diversidade de formas para extrai-lo. Em casos de pedra nos rins acima de quatro milímetros, é necessário o auxílio de medicamentos analgésicos, para que ela possa ser expelida sem dor, e outros medicamentos que ajudem a sua passagem. E todos devem ser receitados por um médico.

Caso as pedras possuam mais de 10 milímetros, é recomendável processos cirúrgicos.

De qualquer forma, a recomendação é conversar com o seu médico e descobrir qual é o método mais adequado. Contate a Clínica Salute! Nossos profissionais podem te ajudar.

Onde Estamos Clinica Salute - Av. Otto Niemeyer, 2685Cavalhada - Porto Alegre/RSONDE ESTAMOS