• Compartilhe:

Como driblar o estresse e a ansiedade no home office

Antes da pandemia, o termo “trabalhar em casa” soava como um sonho para quem não estava acostumado com a prática. No entanto, o home office chegou de surpresa e obrigou boa parte dos profissionais a aderirem essa forma de serviço. Assim, o conceito de facilidade na hora de exercer as atividades foi por água abaixo, de forma que muita gente se viu trabalhando mais do que era acostumado.

Dessa maneira, o trabalho começou a invadir o espaço da vida doméstica, afinal, houve a quebra da barreira entre o momento do escritório e o descanso do lar. Isso fez com que o índice de pessoas com ansiedade e estresse aumentasse em exercícios remotos. É o que demonstra uma pesquisa realizada pelo Linkedin no mês de abril, que ouviu mais de dois mil profissionais.

Segundo o estudo, 62% dos entrevistados estão se sentindo mais estressados e ansiosos do que antes, e 39% se sentem solitários devido à falta de interatividade e descontração com os colegas. Pode ser que você se identifique com esses dados, mas calma, há maneiras de reverter essa situação e levar uma rotina mais leve e parecida com a anterior ao isolamento social.

Confira alguma dicas para diminuir o estresse e os sentimentos negativos durante o home office:

Tenha um lugar específico

O bom do trabalho presencial é que ao chegar naquele lugar, há a identificação de um ambiente feito para a realização dos serviços. Em casa, não há essa distinção entre ambiente de lazer, estudos e ofício. Dessa maneira, eleja um lugar fixo da sua residência para trabalhar. Isso potencializa a produtividade e cria um sentimento de que ao sentar naquele cantinho, é o seu momento de trabalho.

Ainda, evite exercer suas demandas em locais de descanso, como a cama e o sofá. Essa distinção entre ambientes de produção e relaxamento, mesmo que de poucos metros, é essencial para driblar o estresse e a confusão mental.

Não abra mão do lazer

Se o lazer já era importante em tempos de normalidade, agora foi intensificado. Afinal, os estímulos negativos aumentam em períodos de turbulência e imprevisibilidade como o que estamos passando. Então, que tal reservar uma parte do seu dia para se dedicar a algo que traga tranquilidade?

Não precisa ser muito tempo, às vezes uma pausa entre uma tarefa e outra ajuda no respiro mental e ainda traz novas ideias à cabeça para continuar o trabalho de forma mais criativa.

Dessa forma, há uma gama de atividades que podem ser realizadas dentro de casa e levar ao relaxamento, como jogar um jogo online, fazer exercícios de meditação ou ver um episódio da sua série favorita. Escolha o que mais lhe faz bem e ponha em prática.

O cafezinho ainda pode existir

Cafezinho, chá, suco. Enfim, a bebida não importa, mas sim o que elas representam. Antes, era sagrado o momento de dar uma pausa no trabalho para tomar algo e jogar conversa fora com os colegas. Sem essa interação, é normal ficar horas e horas sem desfocar das atividades, o que aos poucos desgasta a energia mental.

Porém, não é preciso parar por completo com esses encontros. Assim como as reuniões voltadas às demandas são feitas de forma online, esse convívio também pode. Que tal marcar com algum amigo(a) para dar um tempo nas atividades e se encontrarem em uma chamada de vídeo? E caso você queira ter um momento de descontração com toda equipe, proponha essa ideia para o seu chefe. Além de mostrar coletividade, a iniciativa pode ser vista como um diferencial.

Não deixe de se movimentar

O exercício físico é um dos melhores amigos para pedir ajuda quando o estresse e a ansiedade baterem. Isso porque a movimentação do corpo libera endorfina no organismo, o hormônio que promove o bem-estar. Essa reação é tão boa que chega a ser chamada de analgésico natural. Além disso, se exercitar colabora para um maior nível de atenção e produtividade no trabalho, reduzindo os níveis de estresse.

Não precisa ir à academia ou malhar todos os dias, escolha atividades que lhe tragam prazer. Assim, você pode fazer abdominais ou dançar. Ainda, durante o expediente, dê pequenas pausas para dedicar ao alongamento dos membros. Estique-se, balance o pescoço, enfim, mexa o corpo.

Cumpra com seus horários

Por não precisar mais ter que sair de casa e pegar trânsito, muito tempo do dia foi poupado. Nessa perspectiva, alguns profissionais colocaram trabalho nessas horas com o objetivo de render mais. Não há nada de errado nessa prática, contanto que seja feita com responsabilidade.

Isso porque o trabalho em excesso pode levar à Síndrome de Burnout, em que a pessoa fica exausta de tanto trabalhar e acaba entrando em crises de ansiedade, diminuindo a produtividade e a saúde mental.

Dessa maneira, estabeleça bem os seus horários e o que pretende cumprir dentro deles. Que tal dedicar o período que passava no deslocamento para si próprio? Você pode criar um projeto pessoal, ler, meditar ou até descansar para acordar com mais disposição.

Colocando essas simples práticas em ação, você já consegue notar diferenças no dia a dia, como mais leveza e diminuição de sentimentos depreciativos. E caso essas emoções persistirem ou se agravarem, procure um especialista. E lembre que a Salute está sempre disposta a lhe ajudar. Nossos Psicólogos e Psiquiatras são experientes e focados em achar a melhor solução para os pacientes.

Perto de Você

Seja atendido em todas as nossas unidades.

Unidade Zona Norte

Av. Assis Brasil, 2154 -
Porto Alegre/RS

Unidade Centro

Av. Borges de Medeiros, 294 -
Porto Alegre/RS

Unidade Restinga

Av. Economista Nilo Wulff, 898 -
Porto Alegre/RS

Unidade Cavalhada 1

Av. Otto Niemeyer, 2685 -
Porto Alegre/RS

Unidade Cavalhada 2

Av. Otto Niemeyer, 2695 -
Porto Alegre/RS